Diabetes causa impotência sexual?

Muitos homens que descobre ser diabetes logo se preocupam se irão ficar impotentes sexualmente ou não.

A diabetes é uma doença que pode afetar a vida do homem em diversos pontos, entre eles, afetar a vida sexual do homem e comprometer a sua virilidade

Nessa matéria, você irá entender porque a diabetes pode causar a impotência sexual e uma lista de remédios para impotência masculina. Confira!

Diabetes x Impotência Sexual

A diabetes causa uma série de alterações vasculares e sensitivas que consequentemente dificultam a chegada do sangue no pênis e alteram a sensibilidade da região, prejudicando a ereção, sensibilidade e contato íntimo.

Normalmente, o homem necessita de estímulos físicos e psicológicos para gerar um aumento na circulação sanguínea no pênis e manter a ereção.

Se esse aumento da circulação sanguínea não acontece, torna-se muito difícil para o homem manter uma ereção satisfatória.

A diabetes pode causar as seguintes alterações:

  • Alterações circulatórias diminuem a chegada de sangue na região genital;
  • Obstrução da artéria peniana, afeta  a concentração de sangue neste local devido a aterosclerose;
  • Alterações na sensibilidade, diminui o prazer sexual;
  • Stress e ansiedade devido às restrições na alimentação, necessidade de cuidados circulatórios e medo de ficar doente.

A diabetes pode também afetar a fertilidade do homem e tornar a impotência sexual masculina irreversível.

Como tratar a impotência sexual causada pela diabetes?

Assim como qualquer doença, assim que os primeiros sintomas da impotência sexual são sentidos, o homem precisa procurar um médico especialista para saber qual a melhor forma de tratamento e remédio para o seu caso.

A impotência sexual apresenta os seguintes sintomas:

  • Ejaculação precoce;
  • Baixa libido;
  • Falta de ereção espontânea;
  • Dificuldade de manter uma ereção;
  • Ereção flácida;
  • Demora para conseguir uma ereção;
  • Falta de vigor e disposição.

No caso de homens diabéticos, o médico especialista irá verificar o caso para poder indicar o melhor tratamento.

Quando a impotência sexual ainda está no inicio e é resultado da diabetes descontrolada ou abuso do medicamento, são motivos fáceis de controlar e reversíveis quando no início.

Para um diabético, o combate a impotência sexual, normalmente vem acompanhado de muitos outros cuidados além do remédio.

Entre eles, a mudança de hábito, que conta com,  mais cuidado com a dieta, aumento de atividades físicas intensas e melhora na saúde mental são fatores muito importantes para a recuperação do homem.

Remédios para a impotência sexual

Abaixo listamos uma lista de remédios para impotência masculina, confira!

  1. Sildenafila, Tadalafila

Conhecidos também como Viagra e Cialis, são remédios de função vasodilatadora e que atuam estimulando o aumento do óxido nítrico na musculatura lisa dos corpos cavernosos do pênis, isso promove o relaxamento e melhora o fluxo sanguíneo

Efeitos colaterais: cefaleia, dor muscular e lombar, distúrbios visuais, rubor facial, ondas de calor, má digestão e náuseas.

2. Alprostadil injetável

O nome comercial do Alprostadil injetável é Carverject, e possui uma ação vasodilatadora que apresenta resultados entre 5 a 20 minutos após a sua aplicação.

É indicado para homens que estejam fazendo o tratamento para disfunção erétil devido a alteração nos nervos, vasos sanguíneos ou motivos psicológicos.

Efeitos colaterais: Vermelhidão na genital, dor no pênis, angulação, nódulos, ereção prolongada e fibrose peniana.

Tratamento hormonal

Alguns homens acabam sofrendo com a impotência sexual devido ao desequilíbrio hormonal relacionado ao baixo nível de testosterona.

Dessa forma, o homem deve se consultar com um médico especialista para iniciar um tratamento de reposição hormonal.

Efeitos colaterais Cefaleia, queda de cabelo, tensão, dor mamária e dilatação, alteração da próstata, tontura, diarreia, aumento da pressão arterial, mudanças de humor, ardor na pele, perda de memória, hipersensibilidade.